O programa Escola Segura e  o Clube da Proteção Civil da EBVA, dinamizaram uma ação de sensibilização e esclarecimento sobre os perigos da utilização e manuseamento dos artefactos pirotécnicos, , como por exemplo, "Bombas de Carnaval”, dirigida para todos os alunos do 9º ano da EBVA.

Também no dia 22 de fevereiro, os alunos dos 5º; 6º e 7º anos da EBSTN tiveram uma ação de sensibilização e esclarecimento.

Foram alertados para não colocarem estes artigos em bolsos e mochilas, pelo risco de rebentarem com o calor e a fricção. Tomaram também conhecimento dos efeitos e riscos das Bombas de Carnaval e do que as mesmas provocam no corpo humano. Os alunos foram também aconselhados a recusarem artefactos pirotécnicos, que possam eventualmente ser oferecidos; a não mexerem em materiais que aparentem ter sido usados anteriormente, por haver risco de rebentamento e a informarem os agentes da Escola Segura, Professores ou os Assistentes Operacionais, sempre que alguém oferecer ou usar artefactos como "Bombas de Carnaval". Ao denunciar estão proteger-se.

Depois da parte teórica, houve várias demonstrações com materiais pirotécnicos, chegando-se a usar uma maçã que acabou por ficar desfeita com a detonação, que é precisamente o que poderá acontecer às nossas mãos em casos semelhantes.  
As “Bombinhas” de Carnaval não são brinquedos, mas verdadeiros explosivos que podem provocar acidentes muito graves, sobretudo em crianças e jovens.